Print

Editorial
Lina Lopes, Presidente da Comissão de Mulheres

"A igualdade de oportunidades entre homens e mulheres está longe de ser uma realidade. Os estereótipos de género são persistentes e as mulheres continuam a estar sub-representadas no mercado trabalho, nos postos mais elevados de decisão, tanto a nível económico como a nível político."

Sindicatos e Igualdade de Género
Por Célia Grossinho

A participação das mulheres nas direções dos sindicatos tem vindo a aumentar nestes últimos anos.

Sabemos que sempre foi um mundo dos homens, mas com o tempo as mulheres também elas têm mostrado que são tão capazes como os homens de fazerem acontecer no mundo sindical.

Metado do Céu
Por Lina Gonzalez

Embora tenham sido dados passos muito significativos nas políticas de género, nomeadamente em áreas com o a Saúde e a Educação, em que os direitos das mulheres se aproximaram da consagração legal, ainda há muito caminho a percorrer.

Ainda não foram erradicadas, em especial no sector laboral (a igualdade salarial entre géneros é uma miragem) e em áreas da vida privada e pública, muitas situações de desigualdade, de injustiça e de discriminação sobre as mulheres.

Direito a Ser Igual...
Por Patrícia Caixinha

Falar em Igualdade não significa sermos iguais, mas antes termos direitos iguais para sermos diferentes e assumirmos a nossa diferença, seja ela na forma de pensar, de vestir, de amar, de acreditar seja no que for…

Na verdade, a igualdade não é o problema. O problema é a diferença. E marcar a diferença nos tempos que correm implica uma mudança de mentalidade, uma mudança na forma como vemos as coisas.

Feminista? Sim, por uma sociedade igual
Por Soraia Duarte

Os tempos são outros. Mas ainda há mulheres a ganhar menos do que os homens e a ter dificuldade em chegar a cargos de direção.
Muitas mulheres com “sentimento de culpa” por deixarem os filhos enquanto estão a trabalhar, que sentem a pressão da perfeição, tanto na esfera familiar e profissional.
Por isso, faz sentido lutar para que as questões da igualdade sejam tratadas como questões centrais que atravessam a nossa vida social de forma global, para que a igualdade de género seja uma questão de direitos humanos, uma questão de justiça e de democracia.

Facebook
Twitter
YouTube
LinkedIn
Instagram
Flickr
Ver este email no navegador
Recebeu este e-mail por ter uma ligação com a UGT. Por favor reconfirme o seu interesse em continuar a receber os nossos e-mails. Se não desejar receber mais e-mails poderá remover a sua subscrição aqui.
Esta mensagem foi enviada para celia.m.grossinho@telecom.pt by comunicacao.social@ugt.pt
comunicacao.social@ugt.pt


Remover Subscrição de todas as listas de envio Remover Subscrição | Reencaminhar Email | Denunciar Abuso